Connect with us

Hi, what are you looking for?

Tecnologia

“Se esse negócio vender, eu corto meu sa…!”

Muitas vezes, em nome de manter seus bônus, executivos acabam dizendo bobagens

Muitas vezes, em nome de manter seus bônus, executivos acabam dizendo bobagens (Foto: Divulgação)
Muitas vezes, em nome de manter seus bônus, executivos acabam dizendo bobagens (Foto: Divulgação)
Apple divulgou as dicas em seu site oficial
Tecnologia

Apple monta tutorial e detalha como economizar bateria do iPhone

IA decifrou o segredo do pergaminho
Tecnologia

IA consegue decifrar parte de pergaminho e revela fofoca milenar

Em determinado momento da minha carreira, há muitos anos, fui contratado por uma das maiores empresas brasileiras de seu segmento para ensiná-los a fazer produtos digitais. A proposta era ótima e o desafio estimulante: a companhia havia crescido com um negócio azeitado ao longo de décadas, sendo muito respeitada no mercado. Apenas não sabiam como navegar no mundo dos bytes.

Devidamente empossado e cheio de energia, participei, alguns dias depois, da minha primeira reunião de cúpula. Para meu assombro, ouvi do diretor comercial um comentário sobre meu futuro produto: “se esse negócio vender, eu corto meu saco!”

Confesso que fiquei embasbacado diante de tanta sinceridade empresarial, especialmente de alguém que, a rigor, seria justamente o responsável por tal venda. Por que aquele homem demonstrava uma resistência tão visceral a algo que nunca tinha visto e que, ao que tudo indicava, podia representar o futuro da companhia?

Durante dias, fiquei matutando diante de meu eventual sucesso ameaçar a capacidade reprodutiva do sujeito. Foi quando entendi que o que eu fazia colocava um enorme risco em processos dos produtos tradicionais, amplamente dominados por todas aquelas equipes.

Aquilo vendia como pão quentinho e o referido diretor apenas precisava manter a lenha no forno para garantir seu gordo bônus no fim de ano. A minha presença ali significava, por outro lado, que todos teriam que sair de sua zona de conforto e abraçar o desconhecido.

Depois de mais de um ano de trabalho da minha equipe multidisciplinar com dezenas de pessoas, lançamos o produto. E para minha incredulidade, as vendas não aconteciam! Teria aquele homem antecipado esse fracasso de maneira tão determinante?

Foi quando percebi que a equipe comercial vendia o produto digital como se fosse o tradicional. Oras, ainda que o primeiro pudesse ser considerado a evolução do segundo, ele embutia características e valores diferentes para um público diferente.

A venda não podia ser a mesma! Fizemos então as alterações necessários no processo e –voilà– elas começaram a acontecer.

Fiquei então torcendo para tirar o sujeito no amigo secreto do fim do ano. Já tinha até escolhido o presente, que pode ser visto na foto que ilustra esse artigo.

O medo do desconhecido é um dos principais fatores que impedem a evolução de empresas, podendo colocá-las para fora do mercado. Talvez o exemplo mais emblemático seja o da Kodak, que quase quebrou por não apostar em um produto revolucionário que ela mesma inventou: a fotografia digital. Seus diretores preferiram garantir seus bônus, que vinham das vendas de filmes fotográficos. Resultado: depois de alguns anos, foram extintos como os dinossauros!

A inovação sempre foi necessária. Agora, em um ambiente cada vez mais digital e de fortíssima concorrência, ela se tornou crítica.

A boa notícia é que a tecnologia está cada vez mais acessível, seja pela facilidade de uso, seja nos custos envolvidos. E está disponível a todos que se dispuserem a fazer os movimentos necessários.

Os gestores precisam apenas aprender a correr riscos com inteligência. Ficar parado não é mais uma opção!

Para entender melhor o processo de transformação digital e como a tecnologia está no centro disso, convido você a assistir ao vídeo da minha Pílula de Cultura Digital dessa semana.

Fale comigoVocê busca media training ou social media training? Precisa de ajuda para escrever posts e artigos ou gravar vídeos incríveis para sua carreira ou negócio aparecer bem nas redes sociais? Mande uma mensagem pra mim e vamos bater um papo! Venha aprender comigo a construir sua reputação!

Jornalista, LinkedIn Top Voice, mestre em tecnologia e consultor de transformação digital. Atuo no mundo digital desde os primórdios da internet, participando da criação do UOL, AOL Brasil e Abril Digital. Geek e corinthiano.

Advertisement

Recomendadas

Tecnologia

Chatbot no atendimento ao cliente pode cortar 700 empregados

Big Brother Brasil

Motorista de aplicativo não conseguiu reconhecer a visita na casa

Esporte

Astro da NBA teve atuação histórica diante do maior rival

Novelas

Mocinha esconderá o assassinato em um primeiro momento

Tecnologia

Empresa rejeitou a sugestão para que um relatório fosse organizado

Novelas

Novelas

Rapper levou o clima de amor da novela para a vida real

Novelas

Garoto terá conversa séria com José Inocêncio depois do que viu

Novelas

Rapper vai dar vida a um matador e promete muitas cenas agitadas

Novelas

Garoto ficará incomodado com o romance entre Mariana e José Inocêncio

Novelas

Atriz fez texto emocionante para se despedir da personagem

Veja outras relacionadas

Tecnologia

Na emblemáticas animação WALL-E o comandante McCrea luta contra o piloto automático da futurista nave Axiom

Tecnologia

Estamos perdendo a capacidade de contemplar e apreciar o belo e o útil?

Tecnologia

Pode acontecer com qualquer um, em qualquer mercado: o produto sensacional simplesmente não emplaca!

Tecnologia

Nos primeiros dias da primitiva Internet ajudei a colocar a Folha de S.Paulo na Internet (a imagem mostra sua primeira home page). Ninguém sabia...

Atualidades

A Apple virou a empresa mais lucrativa do mundo, após o encerramento do seu período fiscal, com receitas de 57,4 bilhões de dólares.

Atualidades

AtualidadesBolsonaristas usam estrela de pentagrama na bandeira de Israel e viram piadaAtualidadesBolsonaro: ato favorável ao ex-presidente rende muitos memesEmissora fez anúncio sobre fim de...