Paulo Henrique Amorim sofreu pressão política, afirma irmã

Marília Amorim estava em Paris e viajou para se despedir do irmão

Bruno Silva Publicado sexta 12 julho, 2019

Marília Amorim estava em Paris e viajou para se despedir do irmão
Paulo Henrique Amorim sofreu pressão política, afirma irmã - Divulgação

O jornalista Paulo Henrique Amorim sofreu um infarto fulminante e morreu na última quarta-feira (10) e deixou muitos admiradores do seu trabalho órfàos. Paulo Henrique era um crítico ferrenho do governo Bolsonaro. O jornalista tinha sido recentemente do comando do programa 'Domingo Espetacular' na TV Record. O jornalista também mantinha o blog 'Conversa Afiada' onde trazia sempre análises profundas do cenário político. Muitos analistas apontam que o afastamento de Paulo Henrique da atração dominical se deve ao fato da TV Record estar em apoio declarado ao governo de Jair Bolsonaro.

A irmã do jornalista, Marília Amorim, estava em Paris e veio ao Rio de Janeiro para se despedir do irmão. O corpo de Paulo Henrique Amorim foi velado nesta quinta (11), na sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio de Janeiro.

Segundo informações do site 'Notícias daTV' , Marília afirma que o irmão sofreu muita pressão política nos últimos tempos que certamente ajudaram a piorar o seu quadro de saúde que culminou com o infarto.

"Ele (Paulo Henrique Amorim) me disse que aguentaria o tranco, mas não aguentou. O meu irmão era muito íntegro, corajoso e se posicionava quando tinha que se posicionar. Não foi a primeira vez que ele sofreu pressão política”, afirmou Marília, que ainda lembrou que não foi a primeira vez que aconteceu com Paulo Henrique. Ela afirma que o jornalista já havia sido afastado da TV Bandeirantes pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso.

 

Último acesso: 28 Jan 2020 - 01:35:30 (1050436).