Connect with us

Hi, what are you looking for?

Cinema

Dez filmes que empoderam mulheres

Em comemoração ao Dia da Mulher, confira as sugestões do Assista Mais, um guia que reúne todos os streamings de vídeo e oferece um programa de pontos que gera créditos

"Coisa Mais Linda" revive o clima do auge da bossa nova no Brasil dos anos 50
"Coisa Mais Linda" revive o clima do auge da bossa nova no Brasil dos anos 50 (Divulgação)
Pobres Criaturas segue rendendo bem
Cinema

Pobres Criaturas atinge valor histórico nas bilheterias mundo afora

Oppenheimer segue brilhando
Cinema

Oppenheimer volta a brilhar e domina o SAG Awards 2024

Dez filmes que empoderam mulheres! Inspiração, superação, resiliência, diversão, amor, paixão! Estes são os temas que o público poderá conferir nas sugestões do Assista Mais para o Dia da Mulher (8 de março).

Para ter acesso ao guia Assista Mais, basta se cadastrar em assistamais.net.br. Então na barra de buscas, digite o nome do filme ou série que quer assistir para descobrir em qual streaming este título está disponível. Além disso, também é possível fazer uma busca mais refinada usando filtros, selecionando as plataformas que o usuário assina ou ainda o gênero da produção.

O Assista Mais tem como objetivo proporcionar facilidade, praticidade e organizar a lista de prioridades do que se pretende assistir, além de agilizar a busca dos títulos. Ademais também oferece informações de produção, galeria de imagens e sugestões de atrações semelhantes.

Outra vantagem é o acúmulo de pontos, como um clube de vantagens. Isto porque ao assistir aos anúncios é possível acumular pontos que podem ser trocados por produtos de parceiros ou até mesmo pagar assinaturas de streamings.

Confira as dicas!

Netflix

Coisa Mais Linda (2020)

Ambientada no final dos anos 1950, “Coisa Mais Linda” acompanha a história de Maria Luiza, interpretada por Maria Casadevall, uma paulistana rica que se muda para o Rio de Janeiro para abrir um restaurante com o marido. Mas, ao chegar, ela descobre que ele a abandonou e fugiu com todo o dinheiro. Malu fica desesperada, mas resolve embarcar em um novo sonho em meio à energia da cidade que assiste ao surgimento da Bossa Nova.

Nesse intenso processo de transformação, Maria Luiza se inspira em suas novas amigas feministas: Adélia, interpretada por Pathy Dejesus (Rua Augusta, Avenida Brasil, Caminhos do Coração); Lígia, interpretada por Fernanda Vasconcellos (3%, Haja Coração, Páginas da Vida); e Thereza, interpretada por Mel Lisboa (Os Dez Mandamentos, Prata da Casa, Presença de Anita).

Composta por sete episódios, a série foi produzida para a Netflix pela Prodigo Films, de Beto Gauss e Francesco Civita. Vale ressaltar que a série original foi criada por Heather Roth e Giuliano Cedroni, com roteiro de Patrícia Corso, Leo Moreira e Luna Grimberg. Já a direção fica por conta de Caíto Ortiz, Hugo Prata e Julia Rezende.

Self Made (2020)

Empresária americana desbrava o mercado de produtos capilares para afrodescendentes nos EUA. Assim, a vencedora do Oscar Octavia Spencer interpreta Madam C.J. Walker, a cabeleireira empreendedora afro-americana que se tornou a primeira mulher milionária por seu próprio esforço nos Estados Unidos.

Inspirada pelo livro On Her Own Ground, escrito pela trisneta de Walker A’Lelia Bundles, a série original Netflix Madam C.J. Walker traz pela primeira vez às telas a incrível história desse ícone cultural. Então, contra todas as probabilidades, Walker superou o preconceito racial pós-escravidão, o preconceito de gênero, traições pessoais e rivalidades empresariais para construir uma marca que revolucionou o cuidado com os cabelos do público negro. Aliás, em meio a tudo isso, ela também lutava por transformações sociais.

O elenco da minissérie em quatro partes ainda traz: Blair Underwood, como C.J. Walker, o marido da protagonista; Tiffany Haddish, no papel da filha Leila; Carmen Ejogo, como a rival de negócios de Walker, Addie Monroe; Garrett Morris, como o sogro de Walker; Kevin Carroll, como seu fiel advogado Ransom; e Bill Bellamy, como o primo de Ransom, Sweetness.

Madam C.J. Walker foi criada por Nicole Jefferson Asher, ao lado das showrunners Elle Johnson e Janine Sherman Barrois. A direção é de Kasi Lemmons e DeMane Davis. A produção executiva é assinada por Barrois, Johnson, Maverick Carter, Jamal Henderson, Eric Oberland, Christine Holder, Mark Holder, Kasi Lemmons, LeBron James e Octavia Spencer.

Em busca de mim (2022)

Uma mulher cansada de seus problemas vai parar em um retiro de autoajuda. A trama do filme acompanha a história de Sara (Elise Schaap), uma mulher que é atormentada pelos fantasmas de seu passado. Recém divorciada, a mulher também precisará lidar com os traumas sofridos em seu último casamento enquanto enfrenta duramente os julgamentos de sua própria família.

A protagonista se vê cansada de toda a situação e decide marcar uma viagem até à ilha de Stromboli, na Itália, para se redescobrir. Guiada pelo guru Jens (Christian Hillborg), a mulher se enxergará, em um retiro, com outros personagens que compartilham das mesmas, – ou pelo menos parecidas, – dores da protagonista. Lá, contudo, Sara encontrará pessoas que mudarão a sua vida para sempre. O filme também aborda as constelações sistêmicas e outros processos por meio da terapia integrativa.

Uma criação de Michiel van Erp, o filme é parcialmente baseado em fatos reais e adapta o livro homônimo de Saskia Noort, autora holandesa.

Radioactive (2019)

sobre Marie Curie, primeira mulher ganhadora do prêmio Nobel – na verdade duas vezes, e a descoberta da radioatividade. O filme retrata a vida e o trabalho da pesquisadora polonesa, Marie Sklodowska, a qual ficou conhecida como Marie Curie após seu casamento com o cientista francês, Pierre Curie.

O brilhantismo do trabalho de Marie Curie foi tamanho, que, em 1911, ela recebeu mais um prêmio Nobel, desta vez em Química, tendo se tornado a primeira pessoa a receber o prêmio duas vezes. Também foi a primeira mulher a lecionar na Universidade de Paris.

O filme permite ao telespectador conhecer a vida e o trabalho de uma mulher extraordinária, que, mesmo em um tempo em que imperava o machismo e a xenofobia, venceu preconceitos e trabalhou arduamente realizando pesquisas que impactaram o mundo.

As nadadoras (2022)

sobre Yusra e Sara Mardini, que deixaram a Síria devastada pela guerra com o sonho de competir nas Olimpíadas. O filme retrata a vida da nadadora síria Yusra Mardini e de sua irmã Sara ao saírem da Síria como refugiadas, em plena Guerra Civil no país do Oriente Médio. O longa tem direção da premiada cineasta galesa-egípcia Sally El Hosaini e conta com as irmãs franco-libanesas Nathalie e Manal Issa no papel das protagonistas.

Nadadora desde a adolescência, Yusra representou seu país no Campeonato Mundial de Natação da FINA (Federação Internacional de Natação) em dezembro de 2012. Mas, após anos de conflitos bélicos em Damasco, a nadadora tomou a decisão de fugir da Síria e teve como companhia sua irmã Sara. As duas foram até o Líbano e de lá partiram para a Turquia, onde fizeram a viagem para a Grécia em um bote junto de outros 18 refugiados.

No meio do caminho, as duas enfrentam desafios e perigos até chegarem na Alemanha, onde são descobertas por um treinador alemão chamado Sven (Matthias Schweighöfer), algo que muda suas vidas para sempre.

Disney+

Valente (2012)

seguindo a linha de Frozen, Merida mostra o que é ser valente em um reino medieval. Habilidosa arqueira, Merida é uma filha teimosa e determinada a trilhar seu próprio caminho na vida e desafia uma antiga tradição sagrada dos indisciplinados e barulhentos lordes do reino. O filme, da Pixar Animation Studios, trata sobre família, a relação de Merida com a mãe, seus sonhos, e a potência feminina em um período dominado pelas escolhas de homens ao que tange o casamento e o comando nos reinos do período medieval.

Google Play e Apple TV

As sufragistas (2015)

movimento sufragista inglês, que proporcionou o direito das mulheres a votarem e ocupar novos cargos. Dirigido por Sarah Gavron, o drama feminista estrelado por Carey Mulligan, Helena Bonham Carter e Meryl Streep, venceu nove prêmios durante o Women Film Critics Circle 2015, uma premiação que se dedica à representação das mulheres no cinema.

O filme trata sobre o início da luta do movimento feminista e os métodos incomuns de batalha. A história das mulheres que enfrentaram seus limites na luta por igualdade e pelo direito de voto. Elas resistiram à opressão de forma passiva, mas, a partir do momento em que começaram a sofrer uma crescente agressão da polícia, decidiram se rebelar publicamente.

A Juíza (2019)

sobre Ruth Bader Ginsburg, que revolucionou os direitos das mulheres. O filme apresenta um retrato íntimo da vida e da carreira de Ruth Bader Ginsburg, juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos que se tornou um improvável ícone da cultura pop. Além de sua trajetória, o documentário explora também suas primeiras batalhas jurídicas e como elas mudaram o mundo para as mulheres.

Frida (2002)

Sobre a mexicana Frida Kahlo, uma das artistas mais impactantes do século XX. Nomeada a seis prêmios do Oscar em 2002, incluindo o de melhor atriz para Salma Hayek, Frida é um filme triunfante que fala sobre uma mulher excepcional que viveu uma vida inesquecível. Uma mulher de origem humilde, Frida Kahlo ganha fama com seus talentos artísticos e visão única do mundo. E de sua relação estável com seu mentor e marido, Diego Rivera (Alfred Molina) ao seu escandaloso caso de amor, a personalidade intransigente de Frida irá inspirar suas maiores criações.

HBO Max

Uma nova chance (2018)

Uma caixa de supermercado muda seu currículo e se torna uma executiva de sucesso. Após trabalhar por 15 anos em um supermercado e perder uma promoção para um colega com faculdade, Maya (Jennifer Lopez) sonha com que sua experiência receba o devido valor. Mas o desapontamento logo passa, e a grande chance chega quando um CV “levemente” alterado e uma repaginada nas redes sociais a transformam em uma poderosa executiva.

Fonte: Netflix, Disney+, Google Play e Apple TV e HBO Max

Também vimos Filmes nestas notícias e fotos

Ex-Record, ator de 52 anos vende seu conteúdo em plataforma. Ator famoso por filmes e novelas na década de 90 adere ao OnlyFans. Então veja mais sobre Filmes nessa notícia.

“Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo” é o melhor filme no Critics Choice. Produção venceu grandes concorrentes, como “Elvis” e “Avatar”. Então veja mais sobre Filmes nessa notícia.

Sexta-feira 13: confira 5 filmes de terror na Netflix. Primeira sexta-feira 13 do ano chegou e temos uma programação na plataforma. Então veja mais sobre Filmes nessa notícia.

Bolada: Atriz de filmes adultos conta quanto fatura em rede social ‘fechada’. Mirella Montana conta que conheceu o serviço com colegas de trabalho. Então veja mais sobre Filmes nessa notícia.

Nostalgia: relembre filmes clássicos dos anos 2000. Alguns filmes permanecem na lista dos “queridinhos” para reprisar na Star+. Então veja mais sobre Filmes nessa notícia.

Written By

Editor-chefe do TP, bacharel em comunicação e há 20 anos atuando em portais de notícias como Folha, Estadão, Limão e CARAS. Falo sobre cinema, tecnologia e cultura pop, nas horas vagas torço pro São Paulo.

Advertisement

Recomendadas

Big Brother Brasil

Cantor teve acesso às imagens que ficaram marcadas no programa

Novelas

Rapper levou o clima de amor da novela para a vida real

Cinema

Disney revelou todos os detalhes e o teaser do novo longa

Tecnologia

Marca se coloca como uma das mais criativas e inovadoras

Famosos

Influenciadora precisou comprar os materiais escolares da filha

Novelas

Novelas

Garoto terá conversa séria com José Inocêncio depois do que viu

Novelas

Rapper vai dar vida a um matador e promete muitas cenas agitadas

Novelas

Garoto ficará incomodado com o romance entre Mariana e José Inocêncio

Novelas

Atriz fez texto emocionante para se despedir da personagem

Novelas

Juliana Paes foi uma das poucas atrizes que continuaram na segunda fase

Veja outras relacionadas

Netflix

Produção terá três episódios e imagens inéditas do triste acontecimento

Cinema

Longa se tornou o grande vencedor de mais uma premiação do cinema

Cinema

Barry Tubb tomou a decisão de processar o estúdio

Cinema

Longa segue sendo assistido por milhões de pessoas nos cinemas

Cinema

Longa precisou ser adiado, visto que seria lançado neste ano

Netflix

Plataforma revelou todos os detalhes da sexta temporada

Cinema

Longa segue colecionando troféus importantes mundo afora

Cinema

Novas imagens de bastidores foram reveladas aos fãs do longa