tv   / Copa FIFA

Globo adia pagamento de US$ 90 mi à Fifa e quer discutir contrato

Contrato atual da emissora carioca contempla o período da próxima Copa do Mundo no Qatar

Redação Tudo Pop Publicado quinta 25 junho, 2020

Contrato atual da emissora carioca contempla o período da próxima Copa do Mundo no Qatar
Rede Globo que discutir contrato de direitos de transmissão fechado com a FIFA - Divulgação/FIFA
Gostou dessa? Clica aqui

A Rede Globo quer rediscutir um contrato vigente com a FIFA para transmissão de jogos e competições oficiais da entidade máxima do futebol mundial. Para isto, na última terça-feira (23) o Grupo Globo conseguiu uma liminar na 6ª Vara Empresarial da Justiça do Estado do Rio de Janeiro para postergar o valor de US$ 90 milhões (R$ 463 milhões, em cotação atual), previsto no contrato de direitos de transmissão fechado com a Fifa para o período entre 2015 e 2022.

O pagamento deveria acontecer no próximo dia 30 de junho. A emissora espera renegociar os valores do vínculo no período atual em razão da pandemia do novo coronavírus, que comprometeu a agenda de vários eventos no mundo inteiro e várias competições do futebol. O contrato em questão contempla a Copa do Mundo de 2022, no Qatar.

Para se ter uma ideia, neste ano de 2020 já foram adiados o Mundial de futsal e as Copas do Mundo feminina Sub-17 e Sub-20 - todos para o próximo ano.

O processo foi impetrado no último dia 16 e julgado em caráter de urgência. Apesar de correr em segredo de Justiça, o portal UOL conseguiu acesso à liminar favorável para a Globo, assinada pela juíza Maria Cristina de Lima Brito. A liminar vale enquanto o contrato não é julgado na Justiça da Suíça, onde foi celebrado.

Segundo consta no documento acessado pelo portal UOL, a intenção da Globo não é a rescisão do contrato, mas renegociar os valores para termos mais aceitáveis no contexto atual da pandemia do coronavírus. Se a FIFA negar a proposta, a Globo corre o risco de ter que encerrar o contrato fechado antecipadamente, o que traria prejuízos como a possível perda dos direitos de transmissão da próxima Copa do Mundo, em 2022 no Qatar.

Último acesso: 06 Jul 2020 - 01:52:51 (1052495).