Connect with us

Hi, what are you looking for?

Televisão

Muitas vezes abordado nas novelas, o HIV é um assunto importante!

muitas-vezes-abordado-nas-novelas,-o-hiv-e-um-assunto-importante!

Tema de Malhação, o assunto levanta debates sobre respeito, preconceito, aceitação e saúde

Após 15 anos, Malhação voltou a tocar no assunto HIV/AIDS, com a história de Henrique ( Thales Cavalcanti), que revelou ser soropositivo após se acidentar com Luciana (Marina Moschen) – os dois bateram suas cabeças e sangraram. Com receio, Henrique fez a revelação para a colega, que passou a tomar antirretrovirais para a Profilaxia Pós-Exposição ao HIV (PEP), uma recomendação no caso do paciente, que acredita estar em risco por contato com o vírus HIV. No caso da novela, houve polêmica pelo jeito como a situação foi abordada: o sangramento aconteceu depois da pancada, não houve exposição contínua com o sangue infectado, portanto, não havia risco de contaminação, explica Ralcyon Teixeira, infectologista, supervisor do PS do Instituto de Infectologia Emílio Ribas (SP). Mas aquele que sentir-se em risco pode tomar a PEP, após a avaliação médica. 
É preciso sempre identificar o material biológico envolvido no acidente e o tipo de exposição. As situações que exigem o emprego de PEPs são: prática de sexo sem preservativo, compartilhar agulhas ou seringas e em casos de abuso sexual e acidente de trabalho, comum com profissionais de saúde ou serviços de emergência. “Quanto mais rápido iniciado o tratamento, melhor”, alerta Nina Harumi, infectologista do Hospital Santa Cruz (SP), que ressalta: “Não há restrição social ou de prática diária (para soropositivos). As recomendações são as mesmas para todos: exercícios, alimentação saudável, dormir bem, não fumar e usar camisinha”, diz. Ainda há dúvidas sobre transmissão, tratamento e a vida com HIV. E a desinformação é o maior dos inimigos. O vírus não tem rosto, raça, classe social ou gênero, por isso, o preconceito precisa ir para o ralo. 
Com o acompanhamento e medicamentos em dia, o soropositivo com a carga viral indetectável vive bem, sem os riscos de quem tem AIDS. E, estes, mantendo a disciplina e o cuidado podem minimizar os efeitos e impedir as doenças oportunistas. A informação é a cura.

MITO – HIV = AIDS
Aids é a doença, e o HIV é o vírus que a transmite. Ter o vírus não significa ter Aids, porque a pessoa pode passar anos com o HIV sem que a doença se manifeste. Medicamentos são distribuídos gratuitamente em postos especializados. 

VERDADE – HIV PODE PASSAR PELO BEIJO NA BOCA
As chances são mínimas, apenas se houver um grande ferimento na boca, com muco ou sangue.
MITO – AINDA HÁ GRUPOS DE RISCO
Hoje existem comportamentos de risco, como sexo (hetero e homossexual) desprotegido, uso de drogas injetáveis, contato com sangue ou com objetos cortantes contaminados. 
VERDADE – NINGUÉM MORRE DE AIDS
Aids debilita o organismo e abre espaço para as chamadas “doenças oportunistas” (como a pneumonia), estas sim que realmente podem levar à morte.
MITO – GESTANTES COM HIV TRANSMITEM O VÍRUS NO PARTO NORMAL
A chance de contaminação é de 0,5%, se a mãe tomar as medicações por toda a gestação (durante o parto e após também). A criança também se medica e faz exames sorológicos. 
VERDADE – SEXO ORAL TRANSMITE HIV
O contato com fluídos durante o sexo oral pode transmitir o vírus HIV. A prática deve ser realizada com preservativo.
MITO – CASAIS NÃO PRECISAM USAR CAMISINHA
É essencial o uso do preservativo em toda a relação sexual. No caso de soropositivos, a camisinha evita diferentes mutações do vírus que podem ser nocivas ao organismo. 
VERDADE – TODOS PODEM PEGAR
Relacionamentos estáveis não são prevenção contra o vírus HIV. É necessário que os casais sempre façam o teste para HIV e outras DST’s periodicamente. 
MITO –  O VÍRUS É APENAS TRANSMITIDO POR RELAÇÃO SEXUAL
Situações que podem culminar na transmissão do HIV: compartilhar seringas e agulhas; transfusão de sangue contaminado; reutilização de objetos perfuro-cortantes com presença de sangue ou fluidos com o vírus; durante o parto normal. 
Mais informações sobre o HIV/ AIDS, tratamentos e locais de atendimento em: www.aids.gov.br
O HIV/AIDS esteve na pauta de tramas brasileiras em algumas ocasiões, sempre trazendo à tona diferentes contextos da contaminação (sexo, drogas, transfusão, nascimento). Relembre alguns dos personagens soropositivos das novelas, que emocionaram o público com histórias de superação, aceitação e coragem:

Advertisement. Scroll to continue reading.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Recomendadas

Famosos

Atriz se filma em frente ao espelho e arrasa com "bumbum na nuca"

Séries

Conheça as séries de herói que estrearam na plataforma

Televisão

Luciano Huck mostrou lembrança no "Domingão" e emocionou a amiga

Famosos

Influenciadora deixou seguidores babando com sua beleza nesta sexta (4)

Música

Brasileira está indicada no maior prêmio da música mundial na categoria "Artista Revelação"

Big Brother Brasil

Sister deixou escapar em conversa dentro da casa o affair com o cantor

Especial para você

Séries

Suspense psicológico estreou nesta quarta (21) exclusivametne no Star+

Séries

O ator Alexander Ludwig, intérprete do personagem Björn Ironside, participou de um dos painéis mais concorridos do evento

Televisão

Série traz os primeiros crimes e a origem dos serial killers mais famosos dos Estados Unidos

Televisão

Nova série explora o terrível universo das pessoas viciadas em internet

Séries

Série do mesmo criador de "Modern Family" chegou nesta quarta-feira (02) ao serviço

Televisão

Especial traz depoimentos nunca antes vistos, teorias alternativas incríveis e fatos científicos concretos

Televisão

O repórter esportivo que é referência na profissão anunciou sua saída da emissora pelas redes sociais O jornalista Tino Marcos, um dos mais respeitados...

Televisão

O apresentador Fausto Silva, que comanda o “Domingão” na Globo há mais de 30 anos o sucesso absoluto de audiência, vai deixar a emissora....

Advertisement