Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde

Itamaraty nega proibição para importação de vacinas da Índia

itamaraty-nega-proibicao-para-importacao-de-vacinas-da-india

O Ministério das Relações Exteriores informou hoje (5) que não há qualquer tipo de proibição oficial do governo da Índia para exportação de doses da vacina contra o novo coronavírus produzidas por indústrias farmacêuticas daquele país.

Segundo nota divulgada pelo Itamaraty, o secretário executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, reuniu-se ontem (4), em Brasília, com o embaixador da Índia, para tratar do assunto.

“As negociações entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Serum da Índia para a importação pelo Brasil de quantitativo inicial de doses de imunizantes contra a covid-19 encontram-se em estágio avançado, com provável data de entrega em meados de janeiro”, diz a nota, assinada pelo Itamaraty em conjunto com o Ministério da Saúde,.

Advertisement. Scroll to continue reading.

No dia 31 de dezembro de 2020, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a importação, em caráter excepcional, de 2 milhões de doses da vacina britânica da Oxford, produzida em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz no Brasil). As doses importadas foram fabricadas na Índia. Em reunião com representantes da Fiocruz, a Anvisa disse que precisa de mais informações  para que o uso emergencial da vacina no Brasil seja aprovado.

Ontem (4), o chefe do Instituto Serum da Índia, Adar Poonawalla, chegou a dizer, por meio de nota, que as exportações estariam barradas pelo governo da Índia, até que parte da população local fosse imunizada. Na ocasião, a Fiocruz disse que o Itamaraty estava negociando a importação das doses da vacina com autoridades sanitárias da Índia.

A afirmação sobre restrições à exportação da vacina foi desmentida por Poonawalla em nota, assinada em conjunto com o diretor do laboratório indiano Bharat Biotech, Krishna Ella. A empresa produz outra vacina contra a covid-19, a Covaxin. A empresa negocia a venda de 5 milhões de doses da vacina para a Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas (ABCVAC).

Advertisement. Scroll to continue reading.

Na nota, os representantes dos dois laboratórios destacaram a intenção conjunta de fornecer as vacinas para a Índia e “globalmente” e que as duas empresas mantêm as atividades de desenvolvimento das vacinas, conforme planejado.

“Agora que duas vacinas receberam autorização de uso emergencial na Índia, o foco é na manufatura, fornecimento e distribuição, para que as populações que mais precisam recebam vacinas de alta qualidade, seguras e eficazes”, diz o comunicado.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Written By

Você também vai gostar disso

Famosos

Artista faleceu após complicações causadas pela doença

Atualidades

Agentes da Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamento e Reboque flagraram uma festa de swing realizada a céu aberto

Famosos

Ex-mulher de Carlos Alberto de Nóbrega revelou que a depressão é uma luta silenciosa e muitas vezes incompreendida por quem não sofre

Famosos

O marido da atriz Glória Pires recebeu alta de hospital onde se internou para tratar da covid em Brasília.

Famosos

O ator Tony Ramos recebeu a primeira dose da vacina contra a covid neste sábado (27) em um posto de vacinação no Rio de...

Saúde

O Instituto Butantan anunciou na manhã desta sexta (26) que vai fabricar a primeira vacina 100% brasileira contra a covid-19

Famosos

Orlando Morais, marido da atriz Glória Pires, usou as redes sociais para informar que está internado com covid em um hospital de Brasília

Atualidades

A Apple virou a empresa mais lucrativa do mundo, após o encerramento do seu período fiscal, com receitas de 57,4 bilhões de dólares.

Advertisement

Copyright © 2021 TudoPop.