Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde

Covid-19: entidade orienta sobre vacinação em pacientes reumáticos

covid-19:-entidade-orienta-sobre-vacinacao-em-pacientes-reumaticos

A Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) lançou um guia com orientações sobre a vacinação contra a covid-19 em pacientes com doenças reumáticas autoimunes. Segundo a entidade, em razão da ausência, até o momento, de evidências de segurança e eficiência das vacinas para as pessoas com enfermidades reumáticas, a decisão pela vacinação deverá ser tomada caso a caso.

A decisão de vacinação deve ser individual e compartilhada entre o médico e paciente, tendo em vista que portadores dessas enfermidades podem apresentar desregulação imune por causa da doença e redução da eficiência do sistema de defesa do organismo devido ao tratamento. 

“É esperado que o reumatologista esteja familiarizado e se mantenha atualizado sobre as características, eficácia e segurança das vacinas contra covid-19 para melhor orientar seus pacientes, considerando tanto a situação epidemiológica local quanto os riscos e benefícios desta tomada de decisão compartilhada”, diz a cartilha.

O guia destaca que a população com doenças reumáticas autoimunes não é considerada grupo de risco para a covid-19. Segundo o documento, a análise de bancos de dados da China, Europa e Estados Unidos não revela maior incidência e gravidade da covid-19 nesses pacientes. 

Advertisement. Scroll to continue reading.

Doenças reumatóides autoimunes

“Destaca-se o posicionamento da Sociedade Brasileira de Infectologia e do Ministério da Saúde, que também não consideram os pacientes com doenças reumatóides autoimunes entre os grupos de risco aumentado para complicações da infecção por Sars-CoV-2 e, desta forma, com indicação para vacinação prioritária, sugerindo que a maior parte destes pacientes possa ser vacinada juntamente com a população geral”, frisa.

O guia recomenda que a vacinação desses pacientes poderá ocorrer quando a doença reumatoide estiver estável ou em remissão, e o paciente não estiver com a eficiência do sistema de defesa do organismo alterada. “Entretanto, o médico pode discutir com o paciente o momento para a imunização, considerando a situação epidemiológica da região e o enquadramento do paciente nos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde”.

O documento é composto por 16 perguntas e pode ser acessado neste site.

(Agência Brasil)

Advertisement. Scroll to continue reading.

Mais notícias para você

Bombando

A atriz Camila Pitanga, a exemplo de vários famosos brasileiros, comemorou nas redes sociais o evento que fez o Brasil inteiro comentar neste domingo...

Atualidades

Após o Brasil inteiro acompanhar no fim de semana a aplicação da primeira dose de uma vacina para covid em solo brasileiro, realizada em...

Saúde

O Ministério da Saúde publicou, hoje (18), no Diário Oficial da União (DOU), a portaria instituindo a obrigatoriedade do registro de aplicação de vacinas...

Saúde

Os hospitais das Clínicas de Campinas, Botucatu, Ribeirão Preto e Marília e o Hospital de Base de São José do Rio Preto começaram a...

Bombando

A ex-modelo Cida Marques foi uma verdadeira musa nos anos 90. Além de capa da Playboy, a comparação de Cida à época com a...

Atualidades

A apresentadora Mara Maravilha encantou todos os fãs e seguidores com um lindo registro na última sexta-feira (15) feito na praia.Na foto compartilhada em...

Esporte

O documentário “A Última Dança”, disponível na plataforma Netflix, conta os bastidores da temporada final de Michael Jordan no Chicago Bulls e a busca pelo...

Cinema

O astro do cinema Tom Cruise é o produtor e estrela principal da franquia “Missão: Impossível”, uma das mais rentáveis do cinema. O ator,...

Advertisement