Connect with us

Hi, what are you looking for?

Mundo

Protesto interrompe sessão do Congresso dos EUA para validar eleição

protesto-interrompe-sessao-do-congresso-dos-eua-para-validar-eleicao

Manifestantes invadiram na tarde de hoje (6) o prédio do Congresso dos Estados Unidos, rompendo as barricadas de segurança, no momento em que os parlamentares norte-americanos debatiam a certificação da vitória de Joe Biden à Presidência do país. O Senado e a Câmara, que estavam avaliando objeções à vitória do democrata, interromperam o debate de forma abrupta e inesperada.

Mais cedo, o presidente Donald Trump fez um discurso de cerca de três horas para a multidão na praça do obelisco de Washington. Ao discursar, Trump voltou a dizer que venceu as eleições. “Você não cede quando há roubo envolvido”, disse ele. “Nosso país está farto e não vamos aguentar mais”, acrescentou.

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que presidia a sessão conjunta responsável por receber e confirmar os votos dos delegados estaduais nas eleições norte-americanas, publicou nas redes sociais uma carta em que afirma que não há precedentes legais e constitucionais para que ele “aceite ou rejeite os votos unilateralmente.”

“Dada a controvérsia das eleições neste ano, alguns acreditam que, como vice-presidente, é meu papel contestar os votos. Outros acreditam que os votos eleitorais nunca devem ser contestados em uma sessão conjunta do Congresso. Após uma análise cuidadosa da nossa Constituição, nossas leis e nossa história. Acredito que nenhuma das visões está correta”, afirma o documento.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Pence afirmou que é papel dos representantes eleitos (deputados e senadores) revisar e decidir disputas que contestem o resultado eleitoral, e que “nunca na história um vice-presidente usou de tal autoridade [a validação ou invalidação de votos].”

O republicano afirmou ainda que ouvirá as objeções e argumentos de deputados e senadores com diferentes visões sobre o resultado eleitoral, mas que manterá o protocolo previsto pela Constituição norte-americana de abrir e certificar as cédulas eleitorais dos estados.

*Com informações da Reuters

Advertisement. Scroll to continue reading.

Mais notícias para você

Famosos

A última polêmica envolvendo o nome da cantora Anitta diz respeito ao seu documentário lançada na Netflix, “Made In Honório”. Depois que a produção...

Famosos

A atriz e cantora Larissa Manoela mostrou que é inteligente tem presença de espírito, ao se manifestar depois de surgir um boato sobre sua...

Famosos

A influenciadora Mayra Cardi viajou para Ilhabela após compartilhar com todos os seus seguidores que contraiu covid e já estava providenciando seu isolamento. O...

Famosos

O comediante Whindersson Nunes começou uma campanha para conseguir arrecadar cilindros de oxigênio para os hospitais de Manaus, que estão sofrendo com a falta...

Televisão

O editor e apresentador do Jornal Nacional, William Bonner, virou assunto nas redes sociais, após um desabafo feito durante a apresentação do JN na...

Bombando

Bruno Gagliasso, Fábio Porchat, Paulo Coelho. Estes são apenas alguns dos nomes que se manifestaram nas ‘últimas horas nas redes sociais pedindo o impeachment...

Novelas

Em “A Força do Querer” Bibi (Juliana Paes) vai provocar Caio (Rodrigo Lombardi) depois do secretário anunciar na TV que quer acabar com os...

Saúde

O índice de prevalência da infecção pelo coronavírus na população da capital paulista é  de 14,1%, conforme o resultado da Fase 1 do Inquérito...

Advertisement