Connect with us

Hi, what are you looking for?

Famosos

Mia Khalifa é demitida por defender Palestina; entenda

Ex-atriz pornô ficou famosa no Brasil durante a CPI da covid

Mia Khalifa foi demitida após post controverso sobre conflitos em Israel
Mia Khalifa foi demitida após post controverso sobre conflitos em Israel (Divulgação)
Rafa Kalimann rebateu a fala da influencer
Famosos

Rafa Kalimann detona influencer após opinião sobre cerveja

Edu Guedes processou o ex-marido de Ana
Famosos

Edu Guedes processa ex-marido de Ana Hickmann após acusação

A ex-atriz pornô Mia Khalifa, que se tornou conhecida no Brasil em 2021 após se tornar um meme durante a CPI da Covid, recentemente foi demitida da empresa Red Light Holland. Isto porque resolveu expressar seu apoio ao povo palestino em meio ao conflito com Israel. Como resultado, o empresário Todd Shapiro, usando o Twitter como plataforma, anunciou sua demissão. Além disso, expressou forte desaprovação, chamando suas opiniões de “nojentas” e pedindo que ela evoluísse como ser humano.

Quem é Mia Khalifa?

Mia Khalifa é uma influenciadora digital e produtora de conteúdo adulto, conhecida por suas atividades no site OnlyFans. Além disso, ela atuava como consultora da Red Light Holland, uma empresa especializada na produção e comercialização de cogumelos alucinógenos, que são legalizados na Europa.

Nos últimos dias, Mia Khalifa enfrentou uma onda de críticas nas redes sociais devido às suas opiniões relacionadas ao conflito entre o grupo extremista Hamas e Israel. Ela é uma defensora declarada da causa palestina e chegou a fazer comparações polêmicas entre a imagem de terroristas em Israel e um “quadro renascentista”. Em suas palavras, “Se você olha para a situação na Palestina e não está do lado dos palestinos, então você está do lado errado do apartheid, e a história mostrará isso com o tempo.”

Surpreendentemente, Mia Khalifa reagiu à demissão de forma a acusar o chefe de sionismo. Além disso, lamentou não ter verificado as ligações da empresa com esse movimento antes de se envolver. Aliás, ela até mencionou que seu apoio à Palestina pode ter custado oportunidades de negócios. Mas expressou sua decepção consigo mesma por não ter feito uma investigação mais aprofundada.

Em resumo, Mia Khalifa, ex-atriz pornô e influenciadora digital, foi demitida da Red Light Holland devido às suas posições em relação ao conflito entre Israel e a Palestina. De tal forma que acabou gerando controvérsia nas redes sociais e no mundo dos negócios.

Written By

Sou ávida por Shows e Realities (BBB, Fazenda, De Férias com o Ex, Largados e Pelados, The Voice, etc) e uso isso para informar quem não tem tempo para ver tudo que rola na telinha. Amo carnaval e bloquinhos.

Advertisement

Recomendadas

Tecnologia

Projeções de venda da Nvidia impulsionaram a fé na IA generativa

Bombando

Ator falou abertamente sobre a acusação de agressão

Famosos

Influenciadora está grávida do terceiro filho, mas parece querer mais

Esporte

Legado da família Fittipaldi continua ativo nas pistas mundo afora

Esporte

Importante piloto brasileiro morreu aos 80 anos de idade

Novelas

Novelas

Rapper vai dar vida a um matador e promete muitas cenas agitadas

Novelas

Garoto ficará incomodado com o romance entre Mariana e José Inocêncio

Novelas

Atriz fez texto emocionante para se despedir da personagem

Novelas

Juliana Paes foi uma das poucas atrizes que continuaram na segunda fase

Novelas

Fazendeiro vai visitar a noiva antes do casamento entre eles

Veja outras relacionadas

Esporte

Jogador precisou esclarecer o vídeo compartilhado nas redes sociais

Mundo

Nostradamus previu guerras terríveis para 2023

Famosos

Atriz detalha susto quando estava visitando Tel-Aviv no início do conflito

Música

U2 altera letra de 'Pride' em homenagem a centenas de fãs mortos no Festival Universo Paralelo

Música

O ícone da banda Pink Floyd Roger Waters foi centro de uma polêmica antissemita

Tecnologia

Nos ataques dos últimos dias o domo de ferro interceptou 90% dos mísseis lançados contra o país

Mundo

As autoridades contaram 260 jovens mortos e o número ainda deve subir

Netflix

'Born in Gaza' mostra a vida de crianças nascida na área de conflito entre Israel e Palestina