Connect with us

Hi, what are you looking for?

Famosos

Ex-marido de Britney Spears choca família da cantora com atitude

Jason Alexander foi casado com a estrela pop e saiu da cadeia recentemente

Ex-marido de Britney Spears foi flagrado espionando casa da mãe da cantora (Foto: Reprodução Instagram)
Ex-marido de Britney Spears foi flagrado espionando casa da mãe da cantora (Foto: Reprodução Instagram)

A família de Britney Spears ficou apavorada após descobrir que o ex-marido da cantora, Jason Alexander, estava no portão da casa da mãe da artista. Segundo o Page Six, o homem, de 40 anos de idade, apareceu na propriedade Serenity, de Lynne Spears, em Kentwood, Louisiana, na noite do domingo (9) e postou fotos e vídeos do exterior do local em uma conta privada no Instagram.

Uma fonte próxima da família disse ao site que todos ficaram perturbados ao descobrir. “Eles acham que é incrivelmente inapropriado e completamente estranho. Já é ruim o suficiente que a família tenha que lidar com os fãs se aproximando demais, e eles gostariam de pensar que podem esperar mais de Jason, que afirma ainda ter tanto amor e respeito por Britney”, disse.

Na ocasião, a conta privada de Jason apresentou fotos e vídeos com legendas: “Papai Spears se escondendo atrás dos portões @britneyspears”, disse, se referindo a Jamie Spears, pai da cantora, que se divorciou de Lynne, de 66 anos de idade, em 2002.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Foto: Instagram/ Reprodução

Jason Alexander se declarou culpado na última terça-feira (4) de ter cometido o crime de stalking. O stalking é o crime de perseguição, que é o ato de perseguir alguém, reiteradamente e por qualquer meio, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade. A identidade da vítima de Alexander não foi revelada.

O ex de Britney foi preso no Tennessee, Estados Unidos, no dia 30 de novembro após ter violado uma medida protetiva e ter perseguido a vítima. Após ter confessado o crime, ele foi considerado culpado, mas recebeu 11 meses e 29 dias de liberdade condicional.

Advertisement