Connect with us

Hi, what are you looking for?

Famosos

Depois de Johnny Depp e Brad Pitt, Marilyn Manson processa ex

Cantor alega perda financeira por declarações da ex-namorada Evan Rachel Wood

Marilyn Manson com a ex-namorada, a atriz Evan Rachel Wood (Reprodução)
Marilyn Manson com a ex-namorada, a atriz Evan Rachel Wood (Reprodução)

Depois de Johnny Depp ganhar o processo por difamação contra sua ex-mulher, a atriz Amber Heard – do qual deverá receber a bolada de US$ 15 milhões – chegou a vez de outras celebridades irem à justiça para resolver questões que talvez não devessem ser tão públicas.

O cantor norte-americano Marilyn Manson, acusado de assédio moral e sexual por diversas mulheres, irá processar sua ex-namorada, a atriz Evan Rachel Wood, que também chegou a denunciar o músico por violência física e sexual. Manson, assim como Deep, alega que o relato de Evan fez com que ele perdesse contratos no mundo da música e também do cinema. Se ela não conseguir provar o que sofreu – e não sofreu – nas mãos do ex-amado, deverá ter uma perda financeira similar com a de Amber Heard.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Logo que saiu o veredito de Johnny Depp e Amber Heard, advogados e ativistas que lutam contra a violência doméstica afirmaram que a decisão poderia ser um retrocesso ao movimento #MeToo – que apenas através do relatos de mulheres, colocou atrás das grades o produtor Harvey Weinstein e o ator Bill Cosby.

Agora, com o precedente de precisar provar com provas materiais, muitas vezes impossíveis de serem produzidas pelo próprio caráter da denúncia, deve fazer com que muitas mulheres se calem, principalmente por medo das represálias financeiras. Outro exemplo que envolve o bolso, mas não o assédio, diz respeito a um dos ex-casais mais famosos do planeta: Angelina Jolie e Brad Pitt. O ator está processando Jolie por causa de uma vinícola de sucesso que os dois adquiriram quando eram casados.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Pitt quer que um júri popular decida se a ex-mulher é a grande responsável por prejudicar o negócio de vinhos familiar ao vender a sua parte para um “desconhecido”. Pitt alega que o comprador faz parte de um conglomerado de vinhos que não teria interesse em ver a vinícola dar certo, mas sim em fechá-la para que outros rótulos da empresa tivessem a oportunidade de prosperar. Segundo o processo, Pitt não foi consultado previamente sobre o comprador.

Foi há quase dez anos, em 2013, que os dois lançaram o selo de vinhos orgânicos Miraval, um sucesso de vendas com as primeiras 6 mil garrafas vendidas em um espaço de poucas horas. Para se ter uma ideia da fama que a bebida atingiu, a champanhe rosé produzida pela vinícola, chamada de “Fleur de Miraval”, localizada na região da Provença, na França, foi servida na última cerimônia do Oscar, em Los Angeles.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Recomendadas

Big Brother Brasil

Sister deixou escapar em conversa dentro da casa o affair com o cantor

Música

Cantora brasileira concorre na categoria Artista Revelação

Economia

Daniel Vorcaro, Mauricio Quadrado e Augusto Lima compraram 80% do projeto, que inclui hotel, restaurantes e torre residencial

Esporte

Evento "Caioba Soccer Camp" realizou uma semana completa de atividades direto do Transamérica Comandatuba

Séries

A série da Lucasfilm vencedora do Emmy® estreia seus novos episódios no dia 1º de março, exclusivamente no Disney+

Big Brother Brasil

Esposa do brother comentou nas redes a participação dele no programa

Especial para você

Famosos

Atriz sofre processo que pede R$ 250 mil de indenização por declaração homofóbica

Famosos

Atriz abriu o verbo nas redes botando mais lenha na briga pública

Famosos

Processo foi aberto pelo empresário Leonardo Soltz e tramita há 19 anos

Famosos

Youtuber perdeu processo por por difamação, calúnia e injúria contra Felipe Neto

Atualidades

Iraniana famosa pelo rosto deformado revelou a verdade pela primeira após sair da prisão

Famosos

Atleta da seleção brasileira de vôlei pede indenização de 5 milhões

Música

Cantora é ré em um processo aberto em 2018

Famosos

Ação também inclui Dri Paz em processo por difamação, calúnia e injúria

Advertisement