Connect with us

Hi, what are you looking for?

Esporte

Brasil perde pênalti com Endrick e é derrotado no Pré-Olímpico

Atacante desperdiçou a penalidade no jogo contra o Paraguai

Brasil se deu mal na partida
Brasil se deu mal na partida (Foto: Joilson Marconne/CBF)

Buscando a classificação para os Jogos Olímpicos de Paris, o Brasil enfrentou o Paraguai. Assim, na última segunda-feira (5) no estádio Brigido Iriarte, em Caracas, na Venezuela, a equipe fez seu primeiro compromisso no quadrangular final do Pré-Olímpico. Porém, a equipe comandada pelo técnico Ramon Menezes acabou sendo derrotada por 1 a 0 em confronto no qual o atacante Endrick perdeu um pênalti.

O revés ficou marcado pela fraca atuação da seleção brasileira. O Brasil até chegou a criar boa oportunidade de abrir o marcador com Endrick. Mas a cobrança de pênalti parou nas mãos de Ángel González aos 27 minutos do primeiro tempo. Já John Kennedy também teve chance, mas mandou para fora aos 43 minutos.

Se a seleção brasileira não mostrou eficiência em suas oportunidades, o Paraguai não falhou quando a chance apareceu. Com Peralta de cabeça, um pouco antes do intervalo, o time abriu o placar. Na etapa final, Ramon Menezes mudou algumas peças, mas não conseguiu levar a equipe canarinha à virada. Agora, o Brasil mede forças com a Venezuela a partir das 20h (de Brasília), na quinta-feira (8).

BRASIL JÁ PERDEU PARA A VENEZUELA!

Na noite da última quinta-feira (1), o Brasil perdeu por 3 a 1 diante da Venezuela. Assim, a última rodada da fase de grupos do Pré-Olímpico rendeu a primeira derrota da equipe na competição. Já classificado, o time canarinho entrou com os reservas em campo e acabou sendo surpreendido. Dessa forma, Endrick desabafou e cobrou mais respeito dos companheiros e da imprensa.

Vocês falavam que o Brasil era o favorito. A Venezuela fez 3 a 1 na gente. Todos os times são iguais, todos têm a mesma capacidade de se classificar e ser campeões. Isso foi uma lição para nós e para vocês também, para nunca se desmerecer algum time“, disparou Endrick, que seguiu a linha do treinador Ramon Menezes. Chateado, o comandante do Brasil garantiu que a equipe vai se recuperar.

Perder não é bom. Mas todo mundo está muito chateado com a derrota. A Venezuela conseguiu fazer dois gols muito cedo, dificultou muito as nossas ações. Esse jogo fez parte do nosso planejamento, dar oportunidade para todos os atletas. Importante também para a nossa análise. Podem ter certeza de que vamos com muita força para o quadrangular final. Confio muito neste grupo“, disse Ramon Menezes.

(Agência Brasil)

Advertisement

Recomendas

Curiosidades

A fascinante história da VW Santana e do Jeep Cherokee que conquistaram a China

Música

O ápice da final da Copa América em Miami foi o show de Shakira

Esporte

Com virada sensacional Argentina vence Colômbia e é campeã

Esporte

Seleção Espanhola levanta a taça da Eurocopa 2024 com campanha perfeita

Séries

Cenas devem assustar os fãs e expectadores da série

Últimas

Esporte

Textor, o "rei dos pipoqueiros", ainda não superou o vexame e fracasso de 2023

Séries

Aegon II Targaryen não morreu, mas como será que ficou após ser queimado vivo pelo dragão do irmão Aemond?

Bombando

Donald Trump teria encenado uma armação? Teorias malucas borbulham na Internet

Bombando

Caso Iza e Yuri Lima: Traição, Bafão, Sex0 e tentativa de venda de imagens

Curiosidades

Escândalos e Traições: Famosas que Namoraram Jogadores de Futebol e Foram Traídas

Especial para você

Música

O ápice da final da Copa América em Miami foi o show de Shakira

Curiosidades

Escândalos e Traições: Famosas que Namoraram Jogadores de Futebol e Foram Traídas

Esporte

Brasil passa sufoco, mas consegue empatar com Colômbia

Esporte

Com reservas, e um jogador a menos, Palmeiras humilha e dá Olé

Tudo Sobre

Dudu, juntamente com Ademir da Guia, foram os maestros do Palestra nas décadas de 60 e 70

Esporte

Após vexame, São Paulo vence Criciúma e sobe na tabela

Esporte

São Paulo toma surra histórica do Vasco e vira piada da rodada no Brasileirão!

Esporte

West Ham contrata Luis Guilherme, do Palmeiras, por cinco anos

Advertisement