Connect with us

Hi, what are you looking for?

Brasil

Presidente sanciona nova Lei de Falências

presidente-sanciona-nova-lei-de-falencias

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com vetos, a nova Lei de Falências, aprovada pela Câmara dos Deputados em agosto e pelo Senado em novembro. Ele vetou o trecho que permitia a suspensão da execução de dívidas trabalhistas.

Segundo o Palácio do Planalto, a suspensão do pagamento de débitos trabalhistas poderia prejudicar o interesse dos trabalhadores e trazer problemas com a Justiça do Trabalho. A Secretaria-Geral da Presidência da República informou ainda que a medida aumentaria a insegurança jurídica para os credores de uma empresa falida ou em recuperação judicial.

Advertisement. Scroll to continue reading.

O presidente também vetou parcialmente dispositivos relativos à parte tributária e de cobrança. De acordo com a Secretaria-Geral, os pontos vetados violavam regras orçamentárias ou previsões específicas do Código Tributário Nacional. Os vetos precisam ser

Novidades

A nova Lei de Falências traz novidades que tornam os processos de falência mais rápidos e alinhados com as práticas internacionais. O texto moderniza os mecanismos de recuperação extrajudicial e judicial, que permitem chegar a acordo com credores e evitar a falência de uma empresa.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Entre as mudanças estão a ampliação do financiamento a empresas em recuperação judicial, o parcelamento e o desconto para pagamento de dívidas tributárias e a possibilidade de os credores apresentarem planos de recuperação da empresa. A nova lei cria procedimentos que podem acelerar para seis meses o processo de falência, contra o prazo médio de dois a sete anos observado atualmente.

De acordo com a lei, se autorizado pelo juiz, o devedor em recuperação judicial poderá fazer contratos de financiamento, inclusive com seus bens pessoais em garantia, para tentar salvar a empresa da falência.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Se a falência for decretada antes da liberação de todo o dinheiro do financiamento, o contrato será rescindido sem multas ou encargos. Esse financiamento poderá ser garantido com bens da empresa, como maquinários e prédios, por meio de alienação fiduciária ou mesmo na forma de garantia secundária. Se houver sobra de dinheiro na venda do bem, ela será usada para pagar o financiador.

Na recuperação extrajudicial, devedores e credores tentam entrar em um acordo, sem que seja preciso a intervenção da Justiça. A recuperação judicial conta com a intervenção da Justiça para negociar uma opção que evite a falência. Na falência, a empresa encerra suas atividades e todos os seus ativos — equipamentos, maquinários, edifícios, entre outros — são recolhidos pela Justiça e vendidos para o pagamento das dívidas.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Recomendadas

Música

Faixa faz parte do novo álbum da banda, "This Is Why"

Famosos

Nick Carter foi acusado por um tribunal de Beverly Hills, na Califórnia

Famosos

Cantora celebrou a proximidade do seu aniversário de 35 anos

Famosos

Novo documentário do casal vem provocando polêmica na Família Real

Televisão

Casal de jornalistas participou junto do programa Estúdio i, da Globonews`

Famosos

Buscas pelo cobertor usado pelo casal de celebridades aumentou em 500%

Especial para você

Famosos

Cantor colocou sua famosa e luxuosa mansão à venda

Atualidades

Bolsonaro confessou em entrevista que 'Pintou um clima ' com meninas de 14 anos

Atualidades

Presidente da república comentou nas redes sociais o caso do ator preso por suspeita de pedofilia

Famosos

Youtuber usou as redes sociais para sobre o seu próximo projeto

Famosos

Thiago Gagliasso se elegeu pelo mesmo partido do presidente Bolsonaro

Famosos

Os cantores também declararam seu voto nas redes sociais

Famosos

Apresentadora deu seu ponto de vista após questionamento de jornalista

Famosos

Primeira Dama criticou look usado por Marquezine em desfile

Advertisement