Connect with us

Hi, what are you looking for?

Atualidades

CMN ameniza restrição de distribuição de lucros por bancos

cmn-ameniza-restricao-de-distribuicao-de-lucros-por-bancos

Proibida desde o início da pandemia de covid-19, a distribuição de lucros pelos bancos acima do mínimo legal foi flexibilizada. O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou resolução que permite a distribuição de até 30% do lucro líquido das instituições financeiras.

A medida vale tanto para os dividendos – parcela do lucro repassada aos acionistas – quanto para a remuneração do capital próprio. Desde abril, as instituições podiam repassar aos sócios e aos acionistas apenas o valor mínimo estabelecido no estatuto ou no contrato social. Geralmente, esse valor está em torno de 25% do lucro.

Advertisement. Scroll to continue reading.

O Conselho Monetário também permitiu que os bancos antecipem a distribuição de resultados de cada trimestre, o que estava vedado.

Impacto

Em nota, o Banco Central informou que a medida deverá ampliar a distribuição de resultados de R$ 30 bilhões para R$ 36 bilhões, diminuindo o capital dos bancos em R$ 6 bilhões. Segundo o órgão, ainda existem cerca de R$ 80 bilhões de distribuição de dividendos e de remuneração de capital próprio retidos no caixa das instituições financeiras brasileiras para enfrentar as incertezas provocadas pela pandemia.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Em março, informou o comunicado, o Comitê de Estabilidade Financeira do Banco Central reavaliará a segurança dos bancos e das demais instituições financeiras e decidirá se voltará tomará medidas adicionais, liberando ou retomando as restrições.

A restrição à distribuição dos resultados de 2020 aos sócios e acionistas de instituições financeiras teve três objetivos. O primeiro foi reforçar o caixa para enfrentar eventuais perdas provocadas pelo aumento da inadimplência do novo coronavírus. O segundo foi manter a segurança do Sistema Financeiro Nacional.

Advertisement. Scroll to continue reading.

O terceiro objetivo foi evitar que instituições que receberam ajuda do Banco Central durante a crise repassassem dinheiro a acionistas, em vez de emprestar para o público. Dessa forma, a autoridade monetária garantia que o fluxo de crédito na economia fosse mantido.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Recomendadas

Música

Em Origens do Hip Hop, estrelas como Busta Rhymes, Grandmaster Flash, Eve, Ice-T e Fat Joe compartilham suas trajetórias de sucesso

Famosos

Especialista explica que possibilidade do Brasil aceitar o pedido de extradição está completamente afastada

Televisão

Produções acompanham equipes especializadas em adquirir e reformar imóveis

Música

"Heaven And Hell" e "Mob Rules" ganharão versões de luxo em formato físico (CD e Vinil) e digital

Famosos

Influenciadora está grávida de oito meses

Atualidades

‘Frida Kahlo - A Vida de um Ícone’ é aberta ao público no Salvador Shopping

Especial para você

Esporte

A equipe rubro-negra foi a 30 pontos e assumiu provisoriamente o quinto lugar, a quatro pontos do Bahia, último time no G4. Os pernambucanos,...

Esporte

O Fluminense saiu na frente do Fortaleza pelas quartas de final da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira (28), o Tricolor carioca superou o Leão...

Esporte

O São Paulo abriu vantagem sobre o América-MG pelas quartas de final da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira (28), o Tricolor venceu o primeiro...

Economia

Parte das transferências cambiais para o exterior, que ainda não tinham sido adaptadas às normas da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE),...

Economia

A Petrobras atingiu lucro líquido de R$ 54,3 bilhões no segundo trimestre deste ano. O resultado foi anunciado nesta quinta-feira (28), creditado à forte...

Esporte

O Vasco está de volta à vice-liderança da Série B. Nesta quinta-feira (28), o Cruzmaltino derrotou o CRB por 4 a 0 em São...

Saúde

O Brasil registrou, desde o início da pandemia, 678.069 mortes por covid-19, segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje (28) pelo Ministério da Saúde. O...

Brasil

O presidente Jair Bolsonaro sancionou sem vetos a Lei 14.424/2022 que autoriza as operadoras a instalarem infraestrutura de telecomunicações em áreas urbanas, caso o órgão competente não se...

Advertisement