famosos   / Justiça

Nego do Borel processado por calote de 60 mil reais

Advogada colocou o cantor na justiça após 'furo' em festa de 15 anos

Bruno Silva Publicado quarta 15 janeiro, 2020

Advogada colocou o cantor na justiça após 'furo' em festa de 15 anos
Nego do Borel está sendo processado por calote em festa de 15 anos - Reprodução Instagram

O cantor Nego do Borel está com um problema para resolver na justiça. Acostumado a marcar presença em festas como as de 15 anos para vender seus shows, o cantor foi contratado pela advogada Cristina Torres para animar a festa de 15 anos da sua filha. O contrato foi fechado no ano passado e incluia uma cláusula que exigia pagamento antecipado de 30 mil reais para assesgurar a garantia do show.

Dez dias antes da festa Cristina ainda desembolsou mais 30 mil reais, totalizando 60 mil reais pagos antes do shows ser realizado. Segundo informações do site TV Foco, a produção de Nego do Borel ainda exigiu exigiu 14 toalhas pretas, dois camarins com buffet de um badalado hotel, onde inclusive, Cristina Torres arrumou todas as providências e ainda reservou quartos para o cantor e sua equipe, além de um palco especial para a apresentacão do show na festa.

No dia agendado para a festa, 30 de novembro, Cristina se desesperou quando relógio apontou que já eram 3 horas da manhã e nenhum sinal do artista. Ao ligar para a produção ela recebeu a resposta de que o cantor nÃo poderia comparecer à festa porque aconteceu "um imprevisto". A advogada recorreu à justiça e relata que a vergonha que passou foi maior que o dinheiro gasto com os preparativos. Ela exige reembolso do valor e alega que nem um pedido de desculpas do cantor chegou a receber.

A produção do Nego do Borel emitiu uma nota para explicar o ocorrido, afirmando que mesmo dia da festa o funkeiro teve um show em São Paulo e o fretado para o Rio de Janeiro ‘furou’, por isso ele não pôde comparecer ao evento marcado. Informa ainda a produção do artista que ele lamenta o ocorrido e se dispõe a resolver o problema da melhor forma possível.

 

Último acesso: 30 Mar 2020 - 06:25:09 (1051815).