Morre a lenda do cinema Doris Day

Atriz foi uma das mais populares musas do cinema nos anos 50 e 60

Bruno Silva Publicado segunda 13 maio, 2019

Atriz foi uma das mais populares musas do cinema nos anos 50 e 60
Doris Day morreu aos 97 anos por causa de uma pneumonia - Divulgação

Hollywood perdeu uma das suas maiores divas. Morreu a atriz Doris Day, uma das musas de Hitchcock e divas do cinema nos anos 50 e 60. A atriz morreu aos 97 anos por complicações decorrentes de uma pneumonia. As informações são do jornal Daily Mail.

Uma das atrizes mais prolíficas da América, Doris Day nasceu a 3 de abril de 1922, em Cincinnati, Ohio, com o nome Doris Mary Ann Kappelhoff. Neta de imigrantes alemães, Doris desenvolveu o gosto pela dança muito cedo, criando ao quatorze anos uma performance com Jerry Doherty, com a qual ganharam um concurso de talentos. Com o sonho de se profissionalizarem, Day e Jerry fizeram uma breve viagem a Hollywood para verem as suas hipóteses de carreira, mas quando decidiram efetivamente mudar-se para a terra de todos os sonhos, Day sofreu um trágico acidente, encerrando as possibilidades de ter uma carreira como dançarina.

A atriz teve uma carreira muito bem sucedida no cinema estrelando vários filmes como Ardida como Pimenta (1953), Ama-me ou Esquece-me (1955) e Confidências à Meia-noite (1959) — neste último, contracenou com o astro Rock Hudson. Em O Homem Que Sabia Demais (1953), de Alfred Hitchcock, dividiu o protagonismo com James Stewart. Sua rival contemporânea era Marilyn Monroe, de quem se distinguia por ter um comportamento mais saudável.

Em 1989, a atriz ganhou o prêmio Cecil B. DeMille, do Globo de Ouro, pela sua carreira.

 

 

Último acesso: 03 Jun 2020 - 20:01:42 (1049236).