Acervo PanoSocial

Como consumir roupas com conscientização sobre questões sociais?

Conheça a PanoSocial, um negócio que une moda, sustentabilidade e a ressocialização de ex detentos

terça 14 agosto, 2018
Uma nova forma de consumir roupas, com maior conscientização sobre questões sociais e ambientais
Uma nova forma de consumir roupas, com maior conscientização sobre questões sociais e ambientais Foto: Divulgação


“Transformar vidas marginalizadas e contribuir para a paz social.” Para muitos, a frase de efeito pode representar apenas um sonho. Daqueles distantes, até mesmo para quem vive tão perto de uma realidade marcada pelas diferenças de classe social, pela pobreza e pela violência.

Realidade essa que se expande cada dia mais, mas que, paradoxalmente, permanece distante de tantos olhares. Enxergar além das belezas naturais de seu novo país por adoção, foi o que fez Gerfried Gaulhofer, europeu nascido na Áustria, ao chegar a São Paulo, isso em 2002. 

Foi pelas tradicionais ruas do centro, por trás da arquitetura histórica, que o mais novo morador da capital paulista conheceu outro lado da cidade, com histórias contadas por homens e mulheres que vivem ali, marginalizados pela sociedade.

Estar diante daquela triste realidade fez um novo mundo se abrir para Gerfried. Assim surgia o desejo de fazer algo a mais por aquelas pessoas e também pelo coletivo.

Potencial pra transformar 

Gerfried, que é designer por formação, começou a buscar inspirações para criar uma solução capaz de ajudar a resolver a marginalidade na região.

Foi quando, certo dia, conheceu um padre, também austríaco, chamado Gunther Zgubic, que na época prestava serviço social na Pastoral Carcerária do Brasil e trabalhava mediando conflitos dentro de prisões, como o Carandiru. 

Não foram necessárias muitas visitas para Gerfried confirmar o que os números já diziam: a terceira maior população carcerária do mundo vive em superlotação nas prisões.

O cenário se agrava mais ainda com a alta reincidência criminal (quando os ex-detentos voltam a cometer crimes e são presos novamente), que chega a 80%.

Apesar da realidade alarmante, o austríaco, sensibilizado com as questões que envolviam a marginalidade, estava certo de que existia um grande potencial de transformação ali.

Logo, Gerfried, que já trabalhava em um projeto relacionado a sustentabilidade, uniu-se à sua parceira, a produtora de moda Natacha Barros, para que pudessem oferecer melhores condições de vida para os egressos do sistema, reduzir a violência e gerar maior impacto positivo para a sociedade, assim como para o meio ambiente.

A escolha pela moda

Assim, em 2014, os dois lançaram a PanoSocial, um negócio social cujo propósito é a ressocialização de ex-detentos de São Paulo por meio da produção e da comercialização de camisetas, uniformes, acessórios e produtos customizados, sempre fazendo uso de matéria-prima natural e processos sustentáveis.

Para toda a produção utiliza-se algodão 100% orgânico, corantes, extratos e pigmentos naturais. E também, por ser uma empresa social, todo o lucro é utilizado para o crescimento do negócio.

A identificação com o universo da moda não foi por acaso. O segmento necessita de contratação intensa. Pela falta de mão de obra, muitas vezes, as jornadas de trabalho ultrapassam 16 horas diárias.

“Por que não capacitar e dar oportunidade a homens e mulheres que acabaram de sair da prisão?”, questiona Natacha Barros. No Brasil, apenas 9% dos ex-detentos conseguem ser reinseridos no mercado de trabalho.

Na PanoSocial, hoje, 60% da equipe de produção é composta por ex-detentos, que são constantemente capacitados. 

Para ler mais sobre a PanoSocial, compre a revista Bons Fluidos - Edição 229:





Mais Notícias:

Veja mais notícias sobre: Acervo

Ale Terra

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 'A Dona do Pedaço': Beatriz e Zé Hélio se casam, emocionados
  2. 2 Kadu Moliterno perde ação em processo movido contra Luana Piovani
  3. 3 Pedro Scooby escapa da morte em onda gigante
  4. 4 Nasce Uri, o primeiro filho de Leticia Colin
  5. 5 Homem que planejou ataque contra Simaria é preso

Big Brother Brasil

  1. 1 Edição comemorativa do BBB já tem datas de estreia e final definidas
  2. 2 Vencedor do BBB9 Max Porto diz que perdeu todo dinheiro do prêmio
  3. 3 Gleici Damasceno quebra silêncio e explica fim de namoro com Wagner
  4. 4 Ex-BBB Marcos Harter é acusado de assédio e racismo
  5. 5 Vencedora do BBB Paula revela que sabia que estava falando besteiras